Número de empresas abertas em Minas sobe 12%

 Número de empresas abertas em Minas sobe 12%

 

Junta Comercial de Minas Gerais, Jucemg, já registrou 40.560 novos empreendimentos em 2019, 4.393 a mais do que no mesmo período de 2018. Indicador de crescimento econômico, o número de abertura de empresas no território mineiro vem aumentando de maneira constante ao longo deste ano, segundo dados de registro da Jucemg. Apenas em setembro, foram abertas 4.986 empresas, o que representa aumento de 33,6% na comparação com igual mês do ano passado, quando foram constituídos 3.732 novos negócios no estado.

 

No trimestre compreendido entre julho e setembro, a evolução foi de 24,4% em relação a 2018. Foram abertas 15.210 empresas no terceiro trimestre de 2019, e 12.229 no mesmo período do ano passado. Já o acumulado dos três trimestres do ano, na comparação com 2018, apresenta aumento de 12,1%. Até setembro deste ano, a Junta Comercial registrou 40.560 novas empresas em Minas Gerais. De janeiro a setembro de 2018, foram criadas 36.167. Considerando-se a variação dos últimos 12 meses, a expansão foi de 12,7%. Entre outubro de 2018 e setembro de 2019, foram abertas 51.123 empresas no estado. Entre outubro de 2017 e setembro de 2018, houve registro de 45.355 novos negócios.

 

O tipo jurídico de empresa que mais se estabeleceu no estado este ano foi a Limitada (17.196 constituições), seguido de Empresário Individual (14.382) e de Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli, com 8.666). Os dados contemplam ainda Sociedades Limitadas, cooperativas e demais empreendimentos que são registrados na Jucemg, como, por exemplo, as comanditas simples. O levantamento exclui os microempreendedores individuais (MEI), que se cadastram diretamente no Portal do Empreendedor do governo federal.

 

Fechamentos

Ainda de acordo com os dados, o percentual de extinções de empresas é inferior ao de aberturas em todas as situações analisadas. Em setembro deste ano, por exemplo, foram fechadas 3.135 empresas, aumento de 11,4% em relação as 2.815 extinções no ano passado. Por outro lado, no mesmo mês deste ano, a Junta registrou 4.986 novos negócios. O cenário é ainda mais favorável quando se compara o terceiro trimestre de 2019 com o de 2018: houve redução no total de negócios fechados entre um ano e outro. De julho a setembro deste ano, foram 9.532 extinções de empresas, número 1,8% menor do que as 9.707 registradas pela Jucemg no mesmo período do ano passado. Já no acumulado de 2019, a extinção de empresas apresenta variação de 3,4% em relação ao ano anterior. De janeiro e setembro, 27.842 firmas fecharam as portas em Minas Gerais, contra 26.915 nos nove primeiros meses de 2018.

Outras Notícias