Mineradora deve apresentar plano de descaracterização de barragem

 Mineradora deve apresentar plano de descaracterização de barragem

 

A barragem B1/B4 de mineradora da região de Araxá está em nível de alerta 1 e deve receber medidas para voltar à condição de segurança, é o que explica o capitão do Corpo de Bombeiros, Thiago Augusto Pereira. A mudança parte do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema) que chegou a um parecer final depois de reuniões entre os meses de agosto e novembro de 2019 para acabar com as barragens de mineração alteadas pelo método de montante. As mineradoras terão 60 dias, a partir do recebimento da notificação com o Termo de Referência, para enviar o projeto seguindo as orientações do documento.

 

Apesar disso, Pereira afirma que, “não há necessidade de evacuação em massa da região nem que os moradores deixem suas casas, nenhuma situação desse tipo”. Quanto às outras barragens, “tanto as da nossa cidade quanto o entorno, estão com a condição de estabilidade garantida e em operação pelas empresas em situação de segurança satisfatória”. A descaracterização das barragens faz parte do projeto de lei “Mar de Lama Nunca Mais”, que instituiu a Política Estadual de Segurança de Barragens.

 

O Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração e o Sistema Integrado de Gestão de Segurança de Barragens vem sendo trabalhado de forma frequente nas mineradoras de Araxá e Tapira, acompanhadas pelo comando da 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros. De acordo com Pereira, o objetivo dos testes de sirene é “saber se está atingindo uma amplitude sonora adequada, adequada com a legislação, e se os moradores estão ouvindo com clareza para que eles, em caso de situação real, procedam a evacuação”.

Outras Notícias