Minas Gerais vai suspender aulas devido ao coronavírus

 Minas Gerais vai suspender aulas devido ao coronavírus

 

Devido à evolução dos casos de coronavírus no país e em Minas Gerais, foi criado um Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do COVID-19, através de decreto publicado pelo governador Romeu Zema (Novo) neste domingo, 15/03. O decreto amplia as ações de prevenção e combate ao coronavírus em órgãos e entidades da administração estadual. Dentre as determinações, foi implementado recesso escolar para a próxima quarta-feira, 18/03, em todas as escolas da rede estadual. A medida vale até o dia 22 de março e as aulas retomam no dia 23, próxima segunda-feira. O governador Romeu Zema ressalta, no entanto, que não há motivo para pânico e que as medidas adotadas até o momento são preventivas.

 

O Sesi e Senai também suspenderam parte das aulas até o dia 31 de março. Após essa data, as ações serão reavaliadas. Dessa maneira, ficam interrompidas as aulas do Senai e do Ensino Médio do Sesi em Minas Gerais, bem como as atividades nos clubes Sesi em todo o estado. “Estamos atentos e em contato direto e contínuo com o Ministério da Saúde e com a Secretaria de Estado de Saúde para que estejamos atualizados com todas as informações de prevenção e para que possamos apoiar a indústria e toda a sociedade mineira”, afirma Flávio Roscoe, presidente da Federação da Indústria do Estado de Minas Gerais (FIEMG), da qual Sesi e Senai fazem parte.

 

Já existe movimento de paralisação, em decorrência do coronavírus, em unidades federais e particulares, como no Cefet. O Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG) suspendeu as aulas a partir desta segunda-feira, 16/03, por tempo indeterminado. Também estão suspensos os congressos, simpósios, solenidades de formatura, visitas técnicas, eventos comemorativos, culturais, científicos, artísticos, esportivos, dentre outros que envolvem aglomerações.

 

Outras Notícias