MG deve ofertar 10 mil vagas para Natal

 MG deve ofertar 10 mil vagas para Natal

 

Para atender a demanda do varejo no período natalino a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo divulgou uma estimativa sobre os postos de trabalho temporários para o Natal em 2019. São esperadas 91 mil contratações de trabalhadores temporários, ou seja, 4% maior do que em 2018 e a maior oferta dos últimos 06 anos. Estima-se que o Natal movimente R$ 35,9 bilhões no comércio varejista de todo o país, neste ano, segundo a Confederação. Essa “retomada parcial do nível de atividade do setor” está sendo influenciada pela inflação baixa, pelos juros básicos no piso histórico, por prazos mais amplos para a quitação de financiamentos e, principalmente, pela liberação de recursos extraordinários para o consumo, como os saques no FGTS e no PIS/Pasep, afirma Roberto Tadros, presidente da CNC.

 

O segundo estado que deve mais gerar vagas é Minas Gerais com 10 mil oportunidades. Entre os setores do comércio, os maiores volumes de contratações deverão ocorrer nos ramos de vestuário (62,5 mil vagas) e de hiper e supermercados (12,8 mil). Oito em cada dez vagas ofertadas deverão ser preenchidas por vendedores (57 mil), operadores de caixa (13 mil) e pessoal de almoxarifado (4,6 mil). Os maiores salários médios deverão ser pagos aos contratados para os cargos de gerente de marketing e vendas (R$ 2.724) e gerentes de operações comerciais (R$ 2.020). A taxa de efetivação dos trabalhadores temporários deverá ser maior do que nos últimos 05 anos, com expectativa de absorção definitiva de 26,1%.

Outras Notícias