Material escolar está 3,71% mais caro

 Material escolar está 3,71% mais caro

Reprodução

 

Segundo pesquisa realizada pela Fundação ProconSP, há diferença de preços de mais de 300% nos itens de material escolar de um estabelecimento para o outro. Em relação ao ano passado, foi constatado aumento de 3,71% em média, após comparação de 126 produtos comuns. De acordo com a especialista em defesa do consumidor do ProconSP, Valéria Garcia, o aumento mais elevado está “principalmente nos itens menores, onde o consumidor não percebe essa diferença”.

 

A pesquisa realizada pelo Núcleo de Inteligência e Pesquisa da Escola de Proteção e Defesa do Consumidor foi feita nos dias 9, 10 e 11 de dezembro em oito estabelecimentos de São Paulo com o objetivo de oferecer referência de preço por meio da média obtida. Os objetos que tiveram valores comparados são: apontador; borracha; caderno; caneta esferográfica e hidrográfica; colas em bastão e líquida; fita corretiva; giz de cera; lápis preto e colorido; lapiseira, marca texto; massa de modelar; papel sulfite; pintura a dedo; refil para fichário; régua; e, tesoura.

 

A dica da Fundação Procon é verificar quais produtos tem em casa para evitar compras desnecessárias e faz um alerta em relação à lista de materiais entregues pela escola. De acordo com a Fundação, a exigência de materiais de uso coletivo, como materiais de escritório ou de limpeza, por exemplo, é proibida.

 

 

Com informações da Agência Brasil

Outras Notícias