Inicia restauração do museu Dona Beja

 Inicia restauração do museu Dona Beja

 

A restauração do museu histórico, que estava fechado há 05 anos e 07 meses, foi iniciada na terça-feira, 26 de novembro. O prédio foi adquirido pela Administração Municipal e através da Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB), inicia os trabalhos que serão desenvolvidos por uma empresa de Belo Horizonte. A edificação foi repassada para a FCCB que é curadora do imóvel e tem os reparos realizados através da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração.

Régia Côrtes, presidente da FCCB, informou que com o contrato no valor de R$ 1.523.440,07 o Museu será todo restaurado. Contará com elevador, rampas, banheiros com acessibilidade, um deck na parte da frente, uma revisão em todo o madeiramento e telhado. O projeto foi aprovado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e o Museu que é um bem tombado terá todas as características preservadas. O local foi fechado em abril de 2014 e durante esse tempo recebia manutenção de limpeza 02 vezes por semana. O acervo de 468 peças ficou resguardado com vistoria constante e permanece sob a guarda da Fundação.

Projeto em 3D

O diretor da empresa que realiza a restauração, Miguel Assad, adiantou que já iniciaram os trabalhos dando prioridade ao anexo que estava em situação mais delicada. A equipe técnica especializada é de BH e haverá mão de obra contratada na cidade, como pedreiros, carpinteiros, eletricistas e serventes, assim como priorizam a compra de materiais também no município. “Acredito que até julho de 2020 entregaremos todo o trabalho com muita dedicação e eficiência”, relatou.

Outras Notícias