Estelionatários aplicam golpes por Whatsapp

 Estelionatários aplicam golpes por Whatsapp

Reprodução

 

Várias formas de golpes são aplicadas por estelionatários através da internet, um tipo específico faz uso de aplicativos de mensagens, como o Whatsapp. Nele, os criminosos utilizam dados capaz de clonar o perfil de um usuário e, com isso, conseguem se passar por ele e pedir empréstimos em dinheiro para familiares e amigos da vítima. Só em janeiro deste ano estima-se que mais de 198 mil pessoas sofreram o golpe.

 

O golpe acontece da seguinte forma: o estelionatário se passa pela pessoa, pede depósitos bancários a diversos contatos, especialmente para aqueles cujas conversas são mais recentes, e fala que, no dia seguinte, transfere o dinheiro de volta. A transferência da quantia solicitada é comumente feita por depósitos. Mais de 8,5 milhões de pessoas já foram vítimas de clonagem do whatsapp, segundo uma pesquisa realizada por uma empresa especializada, em 2019.

 

De acordo com o relatório da pesquisa, o vazamento de conversas privadas é o principal prejuízo da clonagem, citado por 26,7% dos entrevistados, seguido do envio de links com tentativas de golpes para outros contatos (26,6%), pedido de dinheiro a amigos (18,2%), perda da conta no aplicativo (18,0%) e chantagem (10,5%). Uma das formas de evitar a clonagem do aplicativo é ativar a verificação em duas etapas.

 

 

Outras Notícias