Casos de dengue aumentam em fevereiro

 Casos de dengue aumentam em fevereiro

 

Os registros de casos prováveis de dengue cresceram em Araxá no mês de fevereiro. Foram notificados 26 casos no segundo mês do ano, enquanto em janeiro foram registrados apenas 20. A chuva constante na cidade, assim como no estado de Minas Gerais, pode ter influenciado nesse resultado, uma vez que ela facilita a proliferação do mosquito transmissor Aedes Aegypti. De acordo com o Ministério da Saúde, o verão é o período de maior risco de infecção pela doença.

 

A terceira semana de fevereiro foi a que mais registrou casos prováveis de dengue na cidade, um total de doze notificações. Na primeira, segunda e quarta semana foram registrados três, seis e cinco casos prováveis, respectivamente. Ao todo, foram 46 casos em 2020. Segundo o órgão de saúde, o tempo úmido prolonga a duração das poças d’água formadas pela chuva, o que, por consequência, aumenta os locais propícios para a reprodução do mosquito. Em Araxá, o mês de fevereiro teve 586 milímetros de chuva, número considerado alto pelo Corpo de Bombeiros. Só no primeiro final de semana foram 80 milímetros e, nos dois últimos dias do mês, cerca de 100 milímetros em cada.

 

A SES recomenda que a prevenção à dengue e doenças relacionadas seja reforçada no período chuvosos / Foto: Reprodução

 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) alerta que cerca de 80% dos focos do Aedes Aegypti estão dentro das residências, como nos quintais das casas, onde objetos são deixados acumulando água de chuva. Dentre os vários cuidados que podem ser tomados para evitar a proliferação do mosquito, no período chuvosos alguns deles devem ser reforçados, como não deixar recipientes destampados, pneus em áreas descobertas, retirar a água dos vasos de plantas e manter as calhas limpas.

Outras Notícias