Campanha reforça importância da doação de leite humano

 Campanha reforça importância da doação de leite humano

Em Araxá há instruções ofertadas no CAM

 

No mês dedicado às mães, outras datas também são comemoradas: o Dia Mundial de Doação de Leite Humano (19 de maio), e a Semana Estadual de Conscientização da Doação de Leite Humano, no período de 19 a 25 de maio. Como em anos anteriores, o banco de leite humano da maternidade Odete Valadares, da rede Fhemig, promoveu o encontro de mães doadoras e receptoras, na Escola de Saúde Pública de Minas Gerais.

 

O casal Maria Vieira e Francisco Carlos Campos passou juntos por muitas dificuldades para amamentar os filhos Francisco e Miguel, já que Maria teve complicações clínicas. Depois da dedicação da equipe que acolheram eles Maria não só amamentou, mas tornou doadora. No ano passado, Minas Gerais conseguiu captar mais de 9 mil litros de leite nos 29 postos de coleta distribuídos pelo estado. Com este volume, foi possível atender a 5.400 bebês prematuros internados em hospitais da capital e do interior.

 

Minas Gerais possui hoje 14 bancos de leite, localizados nos municípios: Araxá, Varginha, Passos, Uberaba, Uberlândia, Viçosa, Ubá, Juiz de Fora, Brasília de Minas, Montes Claros, Ouro Preto e Belo Horizonte (MOV e Hospital Sofia Feldman).

 

O ponto em Araxá funciona nas dependências do Centro de Atendimento à Mulher, na avenida Damaso Drummond. A coordenadora do Banco de Leite na cidade, Cintia Mara de Souza Tannús, explica que o local não recebe doação e nem distribui leite materno há 12 anos, mas é o ponto de orientação para mães da cidade. A parte assistencial é feita diariamente para as mulheres que tem bebês com dificuldade de pegar o peito, estão com o peito machucado, e com isso instruem para a pega correta e ensinam as mamães à amamentarem de forma correta. Somente no mês de abril de 2019 foram 67 atendimentos realizados, mantendo a média mensal em que há entre 50 a 80 instruções.

Outras Notícias