Boletim de ocorrência pode ser registrado via aplicativo

 Boletim de ocorrência pode ser registrado via aplicativo

 

O Governo de Minas lançou uma nova forma de registrar boletim de ocorrência por furto, visando mais agilidade no processo. A partir de agora é possível fazer o procedimento por meio de MG App e pelo site Delegacia Virtual. Ao criar um registro de furto, o cidadão compromete-se a não notificar dados falsos. Todos os registros são certificados e monitorados pela equipe de Análise Criminal da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). Após a validação, o responsável pela ocorrência recebe o link do boletim por e-mail. Uma observação importante é que, caso a vítima tenha conhecimento de quem é o responsável pelo furto, deve se dirigir a uma unidade policial. Apenas os casos de furto sem identificação de suspeito é que devem seguir para a Delegacia Virtual.

 

A Delegacia Virtual é um serviço de solicitação de registro de ocorrências, disponível para computadores e celulares para fatos ocorridos em Minas Gerais, no prazo de até 30 dias. O aplicativo, lançado em 30 de abril de 2014, registrou em 2019, quando completou cinco anos, 1.099.340 boletins. A ocorrência com maior registro é “extravio de documentos”, o que representa 68% dos fatos, seguido de “acidente de trânsito sem vítima”, com 25,2% e “extravio de objetos pessoais”, com 5,6%. Os dois últimos são “danos”, com 0,6% e “comunicação de pessoa extraviada ou desaparecida”, 0,2%.

 

No último ano, a Delegacia Virtual registrou, no total, 239 mil ocorrências em todas essas modalidades. Em janeiro deste ano, já foram 20 mil ocorrências encaminhadas. O Chefe da Polícia Civil de Minas Gerais, Delegado Wagner Pinto de Souza, ressaltou a importância da nova funcionalidade para a otimização dos recursos de investigação qualificada da instituição. “É importante deixar claro que existe tanto o registro virtual quanto o presencial, ambos contêm uma notícia-crime que irá culminar em uma investigação policial. Apenas o registro do crime que é presencial ou não. Sendo assim, a PCMG conta com um sistema de análise criteriosa de todas os registros, de modo a garantir a consistência das ocorrências”, disse.

Outras Notícias