Araxá tem 85% dos infectados por Covid-19 recuperados

 Araxá tem 85% dos infectados por Covid-19 recuperados

 

Os casos registrados do novo coronavírus em Araxá estão com elevação a cada 04 ou 05 dias. No comparativo da primeira semana de junho, na segunda-feira (1º), a cidade tinha 128 e hoje (05/06): 149 casos, 21 a mais no período de cinco dias. Na semana passada entre os dias 25 e 29 de maio a taxa de infectados foi de 66 para 118. Ressaltando que nos finais de semana o boletim oficial não é atualizado. A explicação para a intensificação é o volume de testes realizados que aumentou, tanto por parte do município, quanto por algumas empresas instaladas aqui.

 

O perfil dos pacientes testados positivos é de 92% com idade de 20 à 59 anos, e 15% deles tem alguma comorbidade. O percentual de distanciamento social na cidade permanece em torno da média de 35%. O número de recuperados da Covid-19 é alto: 85%, ao todo 126 pessoas.

 

O Comitê de Enfrentamento ao Covid-19/Araxá se reuniu nesta sexta-feira, 05 de junho, para avaliar as decisões tomadas para conter a evolução do coronavírus na cidade. Participaram da reunião, além dos membros do Comitê, diretores da empresa Mosaic: o gerente da Unidade de Araxá, Henrique Oliveira; o gerente de Saúde e Segurança, Leonardo Muritiba; o especialista em Relações Institucionais, Luiz Maurício Pereira e a gerente de Relações com a Comunidade, Caroline Fávaro Oliveira. O chefe do Executivo ressaltou que se as tratativas conversadas forem cumpridas, sanará grande parte do problema, já que a empresa se comprometeu em executar a parada no segundo semestre, contratando empresas de Araxá, empregando o máximo da mão de obra local que for possível.

A coordenadora do Comitê, e secretária de Saúde, Diane Dutra, destacou que fizeram avaliações das decisões tomadas. Muitas empresas que estão fechadas querem a flexibilização, estão analisando a Deliberação do Estado, tem alguns itens que impedem uma flexibilização maior. O Governo de Minas divulgou que o pico no Estado atrasou, agora está previsto para julho, vão acompanhar o cenário neste mês para fazer alguma flexibilização. “Nesse momento toda questão é técnica e científica, pensando na pandemia. Estamos com números tranquilos sim, mas não podemos nos acomodar, esse resultado é fruto de muito trabalho e precisamos manter o isolamento social”, afirmou Diane.

Outras Notícias