Araxá registra saldo de emprego negativo em dezembro

 Araxá registra saldo de emprego negativo em dezembro

 

Foram criadas 644 mil vagas de empregos no país em 2019, número maior que em 2018 por uma margem de 21,63%, conforme dados de Cadastro de Empregados e Desempregados (Caged). Em contrapartida, o mês de dezembro, isoladamente, registrou saldo de novos empregos negativo, com 307,3 mil vagas fechadas. Em Araxá as admissões somaram 12.299, as demissões, 11.562, fechando o ano com saldo de 737 vagas. Em dezembro, porém, o município acompanhou o resultado do país, tendo saldo negativo de -49. Foram 901 admissões contra 950 demissões. De acordo com o Ministério da Economia, este é o maior saldo de emprego anual no país desde 2013.

 

Com mais pessoas empregadas, a taxa de consumo aumenta. As classes econômicas A e B aumentaram o consumo em 3,3% em 2019, com relação a 2018, de acordo com dados da consultora de empresas Kantar. A classe C, um crescimento de 3%; já a D e E, 4,6%. Os números refletiram não só na economia como também no programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon). Em Araxá, 12.456 pessoas foram atendidas, outras 1.779 procuraram pelo órgão para orientações de prevenção.

 

As principais reclamações estão relacionadas com empresas telefonia, 12,5%. Em seguida estão produtos com defeito, 10%, má prestação de serviço e cobrança indevida, representando 6,8%, e, por fim, renegociação de dívida, com 6,74%. Em 2018 se destacava, também, as reclamações relacionadas aos cartões de crédito. Do total de reclamações na cidade, 10.632 casos foram resolvidos através de ligação telefônica. No total, somente 45 processos administrativos precisaram ser abertos, 59 a menos que em 2018, quando tramitaram 104 processos.

Outras Notícias